terça-feira, 31 de dezembro de 2013

segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Just Lights.....Desconhecido

A força dos meus sonhos é tão forte,
Que de tudo renasce a exaltação.
E nunca as minhas mãos ficam vazias.

Sophia de Mello Breyner Andresen


Do you embrace the unknown?

sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Just Things....Atirar-me ao Rio

Hoje....
...vou Atirar-me ao Rio!

Jesus K & sicksicksicks
Mery Christ-mess


Because Christmas .....it's over!

quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

Just Me......Peça

Sou uma peça...
...com várias faces irregulares,
 apenas iguais a mim mesma, 
que não se tocam mas que me completam e que fazem de mim o que sou. 

De uma das minhas faces,
nasceram duas peças que me alicerçam e cujo elo que nos une é inquebrável.
Nas outras faces vou juntando peças que me fazem evoluir e crescer. 

Mas a vida não é um puzzle
em que se reparte um todo e apenas se tem que encontrar a peça certa.
A vida é um encaixe de peças imperfeitas, que se moldam à procura do equilíbrio. 

A maioria deixa tantos espaços vazios que acabam por cair e deixar-se esquecer ao ser substituídas por outras. Algumas têm arestas vincadas e se insisto em encaixá-las a fricção é tão forte que causa danos irreversíveis nessa face e apodrece-a, tornando-a estéril e incapaz de se voltar a unir e crescer.


Ocasionalmente, surge uma peça que encaixa em mim de forma invulgar.
Roça-me e excita-me...faz-me querer tê-la. 
Penetra-me e enche-me...faz-me acreditar que sou maior. 

É uma verdadeira explosão de fertilidade. 
Quero mais, quero sempre mais! Quero tudo! 
Com aquela peça unida a mim, o tudo parece pouco...

Complico a construção...
...os sucos de prazer que se misturam transformam-se numa poção mágica 
que puxa outras peças como um iman, 
e que faz nascer rebentos que se alimentam de nós. 

Permito-me sonhar...mas os sonhos são perigosos.
E cresço...
 ...incho insuflada por sonhos palpáveis
a preencher os espaços vazios que parecem não existir entre as peças. 

Cresço tanto que sufoco a peça que me confere a energia.
Estrangulo-a cega pela beleza do céu que vejo no horizonte e que acredito poder alcançar.

Sinto as punhaladas da realidade a quebrar a união das peças..
...inevitáveis, mas ainda assim tão dolorosas.

Os rebentos que cresceram e se transformaram em ramos...
....definham a tentar sobreviver sem a seiva que os alimentava.
Não podem viver por si só com a mesma forma...fazem parte naquela união!

Alguns libertam-se e procuram a vida noutras construções.... 
....mas há os que permanecem fieis,
mutilados e desidratados, 
à espera de um alimento que nem sabem se vão querer voltar a receber,
mas ficam, colados!

Há peças que custam a desencaixar.
Há peças que eu não quero largar!

Did you ever find a piece that makes you feel bigger?

terça-feira, 24 de dezembro de 2013

Just Things....Brilho

Hoje....
....porque apesar de não acreditar no motivo,
adoro sentir o ar a enche-se de ternura e partilha.
Ofereço o meu brilho!

Hoje não brilho para mim. 
Hoje brilho para vocês!

Importante é que hajam sempre motivos para nos fazer sentir coisas boas!
The Legendary Tigerman
F*CK Christmas ....I got the blues!

I hope you always feel a Star light shining in your lives. 

Boas festas!


quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

Just Things....Borboletas

É bom quando elas aparecem...
....seja qual for a razão.


Nouvelle Vague
In a Manner of Speaking
(original by Tuxedomoon)


quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

Feelings.... from my Baby Love

- Eu sabia que tu ias gostar! Quando eu gosto, tu também gostas sempre. 
Nós somos iguais mamã!
Sem lhe dirigir o olhar e quase irrefletidamente respondi:
- Não filha, eu espero que tu sejas muito melhor que eu.
Prontamente ouvi:
- Ohhh mãe, isso é impossível!
E virou-me costas.

Ela vai onde quiser! Já hoje é muito melhor que eu.

Quando enfrenta os muitos males que infelizmente foi tendo na vida, sempre com um sorriso estampado no rosto e sem uma única queixa...
...ensina-me que somos nós que definimos o tamanho da nossa dor.

Quando recebe qualquer contrariedade sem nunca reclamar...
...ensina-me que a revolta é azeda e corrói desnecessariamente o peito.

Quando me responde ser hesitar a qualquer questão, convicta das suas certezas até quando inventa palavras que lhe soam bem para colmatar inevitáveis lacunas de conhecimento...
...ensina-me como o medo de errar é redutor da evolução.

E quando me envolve na sua imensa ternura, mostra-me que doçura não é sinónimo de fraqueza...
...porque ela é tão forte apesar do aspecto frágil.

Mas o que ela me ensinou há exactamente sete anos, a esta hora, quando saiu de mim como um coelho, a mostrar desde o início a sua pressa de viver...
...foi que o amor não se divide para caber no coração.
O Amor multiplica-se e o coração cresce para o albergar,
mesmo quando ele é tanto que parece que o peito vai rebentar.

Quando for grande, eu é que quero ser como tu!

And you, when you grow up you want to be like who?

segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

Pleasures....Festas

Há imagens....
 ...que falam por si só.

Do you have a silly smile on your face?
I have :D