terça-feira, 30 de abril de 2013

Wishes....Saborear-Te (beginning of the end)

Abriste a boca para falar mas eu levantei-me, aproximei-me de ti e coloquei nos teus lábios os meus dedos, ainda inundados do meu sabor, impondo-te o silêncio.
Chupaste-os com fervor mas eu travei-te e disse-te: Desata-me! E tu desataste.
Puxaste suavemente as fitas que prendiam os escassos tecidos que escondiam a minha nudez expondo-me ao teu olhar. Eu entoava as doces palavras que enchiam o ar....
"Come with me my love
To the sea
The sea of love
I want to tell you
How much I love you"

Ficaste a contemplar o meu corpo nu enquanto eu usava as fitas que se soltavam de mim para te amarrar os pulsos à poltrona onde repousavas o corpo. Não resististe, subjugando-te à minha vontade.
Libertei-te das roupas que ainda te cobriam o corpo deixando-o exposto para meu deleite e incorri numa exploração minuciosa e cuidada de cada centímetro da tua pele com a minha língua.
Comecei pelo pescoço detendo-me no lóbulo da tua orelha e sussurrei-te ao ouvido em coro com a melodia
"Do you remember
When we met?
That's the day I knew you were my pet
I want to tell you
How much I love you"

Os meus seios tocavam o teu peito e exaltavam-te os sentidos. Desci até aos teus mamilos que trinquei com fervor e vi claramente o efeito elétrico que te percorreu o corpo....segui-o com a minha língua até ao teu ventre mas não me detive no teu cerne que chamava descaradamente por mim.
Avancei para a zona interior das tuas coxas, deambulei nas tuas virilhas, degustei-te o períneo e observei atenta a pele do escroto que se contraia à suave sucção dos meus lábios...ao rasto molhado da minha língua.
Ajoelhada aos teus pés, sucumbi ao prazer de te saborear. E tu, impedido de te moveres pelos laços que te prendiam, entregaste-te ao prazer de sentir. 
Os meus dedos tocavam-te num dedilhar sábio e tão prazeroso, a acompanhar os movimentos da minha boca que te engolia ou a explorar locais por ela inatingíveis, os meus lábios sugavam-te, a minha língua rodopiava atrevida à volta do teu membro tão duro, tão inchado de tesão!
Ouvia-te a suspirar e sei que te sentiste a viajar pelas sensações que te fazia sentir, embalado pelo som simples e puro...tal como aquele momento.
"Come with me my love
To the sea
The sea of love
I want to tell you
How much I love you"

E eu.....o prazer que sentia ao ouvir-te e ao degustar-te é inexplicável. Só sei que o teto desapareceu, as paredes derrocaram, a estática que se libertava dos nossos corpos alcançava o céu estrelado e iluminado a mostrar-nos o infinito do universo...o nosso único limite.
Mas não te deixei explodir.....queria Sentir-te!
Nessa noite...mesmo que apenas nos meus sonhos....serias MEU!
(continues to the end)
 



segunda-feira, 29 de abril de 2013

Wishes....Contemplar-Te (the middle time)

Deixei-te sentado na poltrona e acomodei-me na cama à tua frente.
Disse-te: Olha-me! E tu olhaste.

As mãos percorriam o meu corpo, acariciavam os meus seios, desciam sobre o meu ventre, tateando, despertando sensações....eu cantarolava...
"Dream, dream, dream, dream
When I want you in my arms
When I want you and all your charms"

Sentias o teu corpo cansado a relaxar, confortavelmente instalado na poltrona. Olhavas-me fixamente. Tantos quilómetros palmilhados para vires encontrar-te aqui, tão perto - pensavas....
A música continuava a soar...
"When I feel blue in the night
I want you to hold me tight
Whenever I want you
All I have to do is dream"
...a dança das minhas mãos acompanhava o som melodioso.
Afastei o delicado fio das minhas cuequinhas que tentavam inutilmente cobrir-me a vulva e toquei-me para ti. As palavras que cantava transformaram-se em murmúrios deturpados pelo prazer que me invadia.
E o teu corpo também reagia...os músculos contraiam-se alterados pelo tesão que despertava. Vi o volume das tuas jeans a aumentar, os olhos arregalados, cada vez mais fixos em mim...
Explorei-me sem pudores alegrando a tua visão. O tesão corria-me por todas as veias e ouvias-me suspirar nos intervalos dos acordes.
"I can make you mine
Taste your lips of wine
Anytime night or day
Only trouble is, gee whiz
I'm dreaming my life away
."

Antes de explodir de prazer, naquele ponto em que ainda conseguia retroceder ao real deixando todos os poros do corpo em chama, retirei os dedos de mim e subi-os lentamente pelo ventre deixando um rasto molhado dos sucos do meu prazer que seguias com o olhar como que a decorar o caminho que desejavas percorrer. Subi até à boca e chupei-os com os olhos postos em ti, a imaginar o teu corpo, e deliciei-me com o meu doce sabor.
Tu tocavas suavemente o teu sexo hirto e mordias o lábio inferior assolado pelo desejo.
Ver-Te arrebatava-me!
Os nossos olhares estabeleciam um elo tão evidente que quase se conseguia ver. As palavras eram desnecessárias....adivinhavam-se os desejos pelo brilho dos olhos.
Tentaste levantar-te para me tocar, mas detive-te com um olhar.
Não era altura de tocar, era altura de Contemplar!
....e sonhar!
"I need you so that I could die
I love you so and that is why
Whenever I want you all I have to do is
Dream dream dream dream"



(to be continued)





domingo, 28 de abril de 2013

Wishes.......Esperar-Te (the beginning)

Esperava-te num quarto escuro com uma grande janela aberta para a cidade.

Sentada na poltrona sentia o ar frio que vinha da rua e agradavelmente me arrepiava a pele descoberta pela langerie preta coroada de pequenos laços nas fitas de cetim que a prendiam a mim, apenas as meias de liga até à coxa me protegiam as pernas que tinha esticadas no parapeito da janela.
A luz da cidade entrava pelo quarto escuro, trazia a vida que palpitava na cidade lá fora e refletia-se na minha pele com uma luminosidade invulgar.
Apesar das poucas peças de mobiliário, o quarto estava cheio com o som de Cat Power a tocar bem alto e que preenchia o espaço.
Esperava serena e imóvel com os olhos na janela e a mente a voar pelos acordes. Tocava "Wonderwall", a letra que tão bem sei de cor desde os tempos em que a ouvia por outra voz.....agora era a minha que a entoava no ar.
"Today is gonna be the day
That they're gonna throw it back to you
By now, you should've somehow
Realized what you gotta do.."
E tu chegaste! Não mostraste qualquer surpresa de me ver. Como se eu pertencesse àquele espaço e soubesses que te esperava.
O ambiente iluminou-se mas não acendeste a luz...Tu emanavas a luz.
A música continuava a tocar
"And I don't believe that anybody
 Feels the way I do about you now"
Olhámo-nos nos olhos e trocámos sorrisos. Levantei-me da poltrona que deixei virada em direção à cama para que me visses, deitei-me e disse-te: Senta-te!
E tu sentaste-te.
Tirei-te os sapatos cansados das milhas palmilhadas enquanto entoavam os últimos acordes daquela faixa.
"I said maybe
You're gonna be the one who saves me
 After all, you're my wonderwall"

(to be continued)

 

sábado, 27 de abril de 2013

Pleasures.......Espreguiçar-me

Adoro........
 
.....acordar com o Sol a inundar-me o quarto e a tocar-me a pele,
abrir a janela e respirar o aroma da primavera,
deixar que o calor me toque a pele,
libertar os músculos e espreguiçar-me para a Vida,
sem nada para fazer.....apenas pelo prazer de me viver.
 
Abrir os olhos e....sorrir.
Bom dia!
 
Can you see me lazing?


terça-feira, 23 de abril de 2013

Pleasures......Ler(Te)

Adoro.....

.....perder-me num texto
sugar cada palavra grafada
deslumbrar-me com a dualidade dos sentidos
percorrer encantada a conjugação das várias peças que formam cada frase
descortinar significados profícuos
decifrar o que não está escrito mas que adivinho nas entrelinhas.
 
Deter-me num trecho que me toca
gravá-lo na minha mente
fechar os olhos e ler com o coração.
Explorar o limbo entre o real e o imaginário
entrar no cenário que crio à minha imagem
deixar que as palavras se transformem em sentires...
....e viajar.
Ouço sons e melodias, vejo imagens e fantasias...
Vivo.....Vivo-Te!
 
Do you read me?

segunda-feira, 22 de abril de 2013

Feelings........Gulosa

Hoje acordei assim....

Com vontade de Trincar


Com contade de Morder

Com vontade de Lamber

Com vontade de Chupar

Com vontade de Beber

Com vontade de me Lambuzar

Com vontade de Te Devorar

Hoje acordei assim.....Gulosa!

E saciei-me de Sonhos....


...caseiros e deliciosos na pastelaria do meu bairro!

sábado, 20 de abril de 2013

Feelings.......Enlaçada

Laços....que prendem sem amarrar.


Unem pontas opostas da fita da vida.
Tão belos no seu contraste entre a fragilidade e firmeza.....
Às vezes tecidos por mãos sábias a embelezar nós que se cravam na pele
outras vezes surgem involuntariamente fruto dos automatismos da mente.
Mas permanecem firmes
a ostentar a exuberância das suas argolas
que se juntam pelo nó que as une.
Se me agito a tentar soltar-me apenas aumento a firmeza do atilho
e as pontas continuam lá, expostas, à espera que uma mão as agarre,
que as puxe e desate o laço que me prende.
Tão simples, tão fácil e ainda assim tão inatingível para as minhas mãos que não lhes chegam.

Will you untie me?


"Cutting all ties now and forever
Time to go

Shed your skin, showing your texture.
Time to let everything inside you
You’re cutting all ties now and forever
Time to let everything outside you

Shed your casing, show your lines and shapes.
Wear your insides, on the outside
Show your enemy, what you look like
What you look like, what you look like
From the inside, from the inside"




quinta-feira, 18 de abril de 2013

Just Things........O tamanho do Amor

Gosto de ti até à Lua,
atravessa todos os planetas e chega ainda mais longe.
É assim o meu amor por ti!
Words from my baby love

Can you find a biggest love?

quarta-feira, 17 de abril de 2013

Pleasures........Sol


Sinto-o a tocar-me....



...como uma carícia suave que me arrepia a pele.


Percorre todos os recantos do meu corpo,
aquece-me os sentidos, desperta-me os instintos….

Acomodo-me…relaxo todos os músculos e entrego-me a senti-lo.
O toque é cada vez mais forte e deixo-o entrar em mim  devagar…
….docemente penetra-me a pele,
preenche-me o corpo….
Sinto-me quente!

Delicio-me com o prazer que me provoca.
Surpreendo-me com o poder que tem
 de fazer germinar as sementes
 que hibernavam adormecidas no mais profundo de mim.

Adoro o SOL!
Can you feel the heat?

domingo, 14 de abril de 2013

Feelings.......Leve

Hoje.......

....acordei com os olhos secos
e vi o Sol a entrar pela minha janela.
O Sol... que me aquece o corpo e me alenta a Alma.
As nuvens desvaneceram,
as lágrimas levaram com elas as minhas mágoas.
Sinto-me leve, pronta para receber a Primavera!


quinta-feira, 11 de abril de 2013

Just Me.....em lágrimas

Na noite em que soube que o meu pai ia morrer, chorei sozinha durante toda a noite.
Na manhã seguinte, enchuguei as lágrimas decidida a enfrentar uma batalha inglória contra um mal que sabia não poder vencer.
Foi nesse dia que comecei a construir o muro.
Seguiu-se um mês de luta que travei de braços atados e que se transformou apenas numa espera resignada, contra a minha natureza lutadora, onde a única arma que podia usar era o meu Amor e o meu carinho no apoio ao vencido à espera que se rendesse ou que fosse fulminado.
Impedida de lutar de igual para igual contra o inimigo, criei um muro cada vez maior e mais sólido...nada mais podia fazer senão procurar protegê-lo e acabei também por me proteger a mim daquela Dor.
Esta semana fez exatamente dois anos desde essa noite em que a minha Alma purgou em lágrimas as suas mazelas. Desde aí nunca mais chorei.
Enterrei o meu pai, apoiei a minha mãe, vi a minha família desmoronar-se e enfrentei um divórcio dífícil, sucumbi em paixões, experimentei novas sensações e às vezes, poucas vezes, em momentos de maior emoção, escapou uma lágrima de fugida pelas festas do sólido muro que me protegia.

Um dia sem que o chamasse ou procurasse, um passarinho pousou-me no ombro e com o simples poder do seu canto, desmoronou por completo o meu muro.
Deslumbrei-me ao vislumbrar a grandeza do horizonte que se apresentava à minha frente, fora dos muros que me protegiam mas que também me limitavam.
Via o passarinho a voar, ouvia-o a cantar, dirigia-me o seu canto e entoou-me que um dia me viria buscar para voar com ele e descobrir o céu. 
Preparei-me, perfumei-me e esperei por esse dia.
Mas não veio....vi-o certo dia a voar com outra ave pela imensidão do céu e deixei de o esperar.
Não fiquei triste, sentia-me feliz e agradecida a ele, por ter quebrado o muro que me limitava a visão, pela possibilidade de o contemplar a voar...tão belo, e por me ter permitido voltar a sonhar.
Um dia vi-o sozinho, pousado, sem forças para voar e mudo no seu cantar e....apertou-se-me o peito.
Nunca o chamei, mas observava-o sempre atenta e quando se aproximava dedicava-lhe todo o meu carinho.
Queria confortá-lo....procurei a flor mais bela que consegui encontrar e colhi-a para lhe ofertar.
Não ambicionava voar com ele, simplesmente pretendia adoçar-lhe a alma e voltar a ouvi-lo cantar feliz.
Estendi-lhe a mão e ofereci-lhe a flor ....mas não a aceitou.
Nesse momento em que fiquei de mão estendida, a olhar para a flor que tinha colhido com tanto Amor, algo dentro de mim se quebrou. Senti-me vulnerável sem o muro que me protegia, sem ter onde me refugiar e foi como se se tivessem aberto as comportas de uma barragem interna que retinha as minhas lágrimas desde há dois anos....e chorei.
Continuo a chorar e não sei como hei-de voltar a fechar as comportas e dominar as lágrimas na represa...saltam-me permanentemente dos olhos e não deixam que as domine.
Vou tentar voltar a construir um muro que me proteja, mas por agora.....só consigo chorar.

   

Feelings..........Triste

Hoje........
 
.........deixei-me sucumbir ao dilúvio
e as lágrimas escorrem-me pelos olhos descontroladas
acompanhadas pelos soluços do peito.
Não luto contra elas, deixo que se soltem e me lavem a Alma.
 
Há muito tempo que não chorava.....há muito tempo......
 
Estou apenas triste comigo.....
porque já devia conhecer o meu lugar
porque já levei bofetadas suficientes da vida para saber o que não posso querer 
porque já devia ter aprendido que não tenho o direito de sonhar.
 
 
Para quem, como eu, se sente totalmente plena a Dar,
apenas almejando proporcionar o bem daqueles a quem quero bem
DOÍ oferecer e não aceitarem receber.
 
 
Sonhei com Wonderful and Glorious things......
mas embalo-me com Tindersticks....porque Sometimes it Hurts!
 
 

quarta-feira, 10 de abril de 2013

Wishes.....Dar-te a mão

Queria......dar-te a mão e trazer-te até mim.

Queria.....
.....despertar-te a vontade de percorrer este caminho que te reservo,
que permanece vazio à tua espera,
à espera de te descobrir.
Este caminho onde corpos invisíveis querem entrar.....
....mas não os vejo,
porque tudo à minha volta é escuridão
e apenas cintilo na tua direcção.

Queria......
......conduzir-te pela vida envolto no meu carinho,
mostrar-te um novo caminho,
explorar os recantos da luxuria,
percorrer os trilhos do prazer,
sentir-te preencher as minhas reentrâncias,
trazer-te para casa e ..... 
fazer-te sentir o maior e o melhor dos Homens, como tu mereces!
Aqui fico...de mão estendida para ti, à espera que a agarres, da forma que quiseres.
Will you grab my hand?

segunda-feira, 8 de abril de 2013

Wishes......Receber-Te

Hoje...... queria receber-Te assim

 
com tudo o que mereces!
 
Would you came home today?

sábado, 6 de abril de 2013

Feelings........Cansada

Hoje....

....sinto-me cansada.

Permaneço deitada, quase imóvel
enquanto os pensamentos fluem tão rápido que se atropelam.

Viajo....viajo para longe, para junto de Ti

Com os olhos fechados sinto-Te aqui.
Aqueces-me, alentas-me, inspiras-me....
...tocas-me ao de leve e despertas-me.
Desejo a fusão...o Teu corpo a preencher o meu,
o Teu cheiro a impregnar o meu,
o Teu sabor a misturar-se com o meu.

Direciono-Te a minha luz...hoje tão ténue,
e almejo sentir que por um momento....brilhas para mim.

A minha mente quer Dar-te Tudo....mas o meu corpo quer Receber-Te Todo!

Sei que tenho que ir...quero ir, mas o corpo não acompanha.
Queria que me levasses ao colo...
mas apenas viajo com uns Travelling Shoes

Do you take me in your arms?





quinta-feira, 4 de abril de 2013

Gifts from a friend.......*6*

Ele: o poeta é um eterno fingidor, sua alma é nobre, seu coração é grande, o fingimento não é maléfico, depende é claro, da sua identidade como poeta, do seu caráter e da sua condição humana de vida. As palavras ardentes, ás vezes queimam, mas, ilusoriamente trazem um pouco de desvio da realidade cruel do dia a dia e as relações humanas que por ora são conflitantes e cheias de atitudes subjetivas, e o envolvimento ás vezes trazem sequelas intraduzíveis no dia a dia da nossa alma.

Ela: O poeta é um maestro das palavras, ora mentiroso, ora verdadeiro, hipócrita, sensível, insensível, insano. O verdadeiro poeta, aquele que a gente lê e sente o arrepio na alma, aquele que a gente lê seus versos como se estivesse olhando em seus olhos, olhando sua alma nua – é o poeta que usa das palavras para falar do verdadeiro sentimento contido dentro de sua alma. Que utiliza das palavras para tecer sobre verdades. Esse sim é um verdadeiro poeta. Se porventura mentes: engana um sentimento. O poeta fingidor é aquele que como qualquer um sabe mentir, porém tem o dom de manusear as palavras e ao manusear ceifando fingimento - cai por terra a suas atitudes. O fingimento é maléfico, porque, tudo que é proveniente do mal faz mal. 
Ela: Os poetas são perigosos, falam de amor, mas de amor não vive. 

Ele: ...eu sempre falei de amor, vivi o amor, sofri o amor, e corri todos os riscos do amor. De amor não se vive, mas, o amor é uma pilastra da vida, sem amor não se vive e não se vive só por amor. Na convivência humana sempre há lugar para o amor, mas, devemos vê-lo como um divisor de águas, mesmo sabendo que ás vezes, o joio e o trigo se misturam e a felicidade é efêmera, 

Ela: ...falar de amor é fácil, para quem conhece o amor, para quem vive o amor ou quem já viveu um grande amor. Difícil é praticar o amor. De amor se vive, somos regidos pelo amor. Se assim não fosse, não existiria o bem, a fidelidade, a reciprocidade, o infinito – amor é infinito, é bem, é base da vida. É a órbita da alma e coração! É a fórmula dos nossos sentimentos e desejos. Na convivência humana sempre há sim o lugar para o amor, uma vez que, outros empecilhos não danifiquem o sentimento- e para isto, basta: confiança e escolhas. A felicidade... como é bom ser feliz! E ela não é efêmera... não é algo como o trem, vem e passa. É algo que fica. Independe de momento. Depende de você, de seu estado de espírito. Se você é regido por amor, vive amor ... saiba você é feliz.

terça-feira, 2 de abril de 2013

Wishes......morde-me!

Morde-me........
 
.....porque há pequenos gestos que me levam ao céu!

 
 
Will you take this Star to sky?