quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

Star Lights......Fodes-me

Fodes-me a cabeça
E fazes-me seguir sem pressa
numa história que começa.
Pegas-me pela mão
e alteras-me a razão.
Fazes-me sonhar e acreditar
que os mundos se podem ligar
se das trevas e da escuridão
nascer a luz de uma união,
a Estrela pode brilhar
e talvez até….amar.

Fodes-me a pele
Com esse cheiro que me impele
e com o sabor do teu mel.
Esfrego-me no teu corpo desenhado
com o meu nome gravado
e deixo-me ondular…
Pele na pele a roçar…
inundo-te no meu mar.
para depois o provar.

Fodes-me a carne
Com um desejo que arde
com uma urgência que corrói
e uma gana que dói.
Quando me abro e tu entras
me agarras e me esventras
o mundo pode ruir
que iremos sempre subir
até nos sentirmos explodir.

Mas no fim
Enroscas-te em mim
Deixamo-nos ficar assim
e com calma
Fodes-me a alma.

terça-feira, 7 de janeiro de 2014

Posters....*1*

Porque há muitas Estrelas no céu....
...e todas com o seu encanto.

What do you have to say about this Star?






segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

Feelings.....Kabrona

- Vem nua, mas trás um casaco que está frio.
Eu respondi apenas:
-Be carefful of what you wish….

Sabia que tinha sido uma frase irrefletida e brincalhona e não um desafio, mas eu, atenta às palavras tal como é habitual em mim, cumpri as instruções à risca sem mais perguntas ou explicações.  

Fechei a porta do carro e percorri confiante os metros que me separavam da grande porta de madeira verde que seria o meu destino.
A manhã estava fria e cinzenta, mas o meu corpo escaldava debaixo da única peça de roupa que me cobria o corpo.

O vento frio que entrava pela fenda do casaco de peles que se abria entre as minhas pernas a cada passada deixando ver discretamente a liga que me segurava as meias pretas, percorria-me a pele num arrepio e provocava-me um prazer sarcástico que se refletia num sorriso rasgado no rosto que eu, descaradamente, direcionava aos habitantes do bairro que seguiam atentos o meu percurso encostados à entrada dos tascos.
Senti-me poderosa ao atravessar o bairro.

Anunciei a minha chegada, tal como combinado, e ouvi o click da porta verde a abrir-se cá em baixo.
As escadas gemiam a cada passada mesmo tendo eu o cuidado de não as castigar com o salto das minhas botas.
A porta daquela casa que ainda dormia abriu-se.  Senti uma respiração quente na orelha e uma mão a puxar-me pela cintura e a conduzir-me para a porta do quarto ao lado, antes que os meus olhos tivessem tido tempo para se habituar à escuridão.
Deixei-me levar mas  recusei o beijo, afastei-o e olhei-o nos olhos. Abri o casaco a expor a minha nudez e com um sorriso perguntei:
- Era assim que me querias?
Vi-o a morder o lábio com os olhos a brilhar e ouvi:
-Kabrona!
…e enrolámo-nos.
Eu sei que era exatamente assim que ele me queria!

Do you make the other one wishes come true?

domingo, 5 de janeiro de 2014

Just Thoughts......A Estrela

Hoje faz um ano que nasceu o Pleasures...
...e com ele nasceu a Estrela.

O Pleasures existe porque eu acho que para me sentir plena me devo aceitar e mostrar num todo, e não apenas aquilo que é aceite socialmente. 
Aqui me liberto, aqui me confesso, aqui choro e rio...aqui, mostro tudo o que não deixo ver aos que conhecem a Mulher que existe por trás da Estrela.

Depois apareceram vocês, a mimar-me, a acarinhar-me, a apoiar-me (pronto, às vezes também a piropear-me sem sucesso). E vocês foram uma surpresa com a qual eu não contava mas que recebi com um sorriso rasgado e é incontestável que a vossa presença faz este espaço muito maior e melhor. 

Criei laços, fiz descobertas, ultrapassei barreiras e cresci ao longo deste ano, mas não perdi o rumo.

A *Estrela* sou eu e escreve porque existe. 
O Pleasures é a voz da *Estrela*. Não sei para onde ele vai...ele segue o caminho da *Estrela*.

Obrigada por andarem por aqui e quererem fazer parte de mim!