terça-feira, 13 de maio de 2014

Feelings.....Viajar na Luz

É apenas mais um dia.....

Mas inventaram esta coisa de dar nomes aos dias e os numerar por uma ordem .....e os dias carregam histórias e marcas que voltam quando os ciclos se completam e os dias se repetem.
É inevitável recordar a tua pele fria, o corpo imóvel,  a testa enegrecida pelo oxigénio que aos poucos te faltou e te roubou a vida.
É inevitável relembrar a coragem com que encaraste a morte sem a combater, como lhe deste a mão e percorreste o caminho do fim sempre erguido e firme sem deixar transparecer o medo que eu tantas vezes te via no fundo dos olhos. Admiro a forma como discerniste entre o importante e o fútil e a dignidade com que te despediste do realmente importante e te abstraíste do irrelevante.
Eu travava uma gigante batalha contra minha natureza lutadora ao respeitar as tuas escolhas e ao aceitar a resignação ao inevitável naquela espera sufocante.....
A resignação matava-me a mim, quando na verdade eras tu que morrias e te mantinhas tão firme....
Eu não podia deixar-me abanar...e a cada dia colocava uma pedra no muro que construía à minha volta para me proteger e me manter de pé.
De braços e pernas atadas fui cortando os elos que dantes me enchiam a vida e que de repente se tornaram irrelevantes face à grandeza do que enfrentava. Tinha que me manter focada...a luta era apenas contra o tempo e não haviam segundas oportunidades.
Quando tudo chegou ao fim e eu voltei a olhar em redor....o muro que eu tinha construído era tão alto que tapava a luz do Sol que me iluminava a vida e eu via-a de outra cor.
E eu fiquei sozinha...forte e confiante, protegida pelo muro mas inacessível ao mundo.
Durante muito tempo o mesmo muro que me segurava as lágrimas impedia que me tocassem....e enquanto usava os homens para desafiar os limites do corpo e me elevar o ego, dediquei exclusivamente o meu coração às três mulheres que me completam a vida.
Hoje, ostento uma muralha em ruínas, mutilada pelas batalhas de vida a que me fui entregando, manchada de lágrimas e de sorrisos, de suor e sémen...de saliva e sangue. Através das pedras caídas que já não luto por reconstruir, enfrento as minhas vulnerabilidades e reaprendo a lidar com elas sem me vergar.
Hoje, inquestionavelmente, faço mais por te agradar do que quando me vias antes de viajares na luz que te alberga a presença, porque sei, que por ti e por mim, todos os dias sou mais Mulher!

Parabéns Pai

Listening
Travelling Light
by Tindersticks

14 comentários:

  1. Respostas
    1. Outro igual para ti meu amigo Casaert <3

      *Estrela*

      Eliminar
  2. Digo e repito, que bom ver-te feliz :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tu lês-me Tom :)

      Beijo *Estrela*do*

      Eliminar
    2. Mais do que tu imaginas ;)

      Eliminar
  3. Não imaginas como me senti ao ler-te. Infelizmente entendo-te perfeitamente.
    Deixo apenas um beijo sentido e sincero, porque há feridas que nunca fecham, mesmo quando continuamos a sorrir :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lamento que me entendas pois assim terás uma ferida igual à minha Imprópria....não precisamos de palavras então.

      Beijo do fundo do coração da *Estrela*

      Eliminar
  4. Gostei imenso de te ler. Já não vinha aqui há imenso tempo. Há datas que nos trazem memórias menos boas. O tempo ajuda, mas não apaga. Fica uma saudade imensa. A saudade das pequenas coisas, como a saudade dos abraços :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É isso mesmo Vício....mas também há coisas que mesmo que doam, não queremos apagar, fazem parte de nós e daquilo que somos e aprendemos a viver com elas.

      Gosto de te sentir por cá, tu sabes isso.

      Beijo *Estrela*do*

      Eliminar
  5. Não ia comentar por razões óbvias. Mas o meu morreu-me ontem. por isso percebo perfeitamente.

    ex duckman

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lamento sinceramente a tua perda João. Mas se perdeste o teu pai ontem...então ainda não percebes daquilo que falo. Com o passar do tempo e depois de se cumprir o ciclo do primeiro ano em que tudo se revive e magoa...começamos a aprender a lidar com a ferida e saber viver com ela. Muita força para ti.

      Um grande beijo da *Estrela*

      Ps: És sempre bem vindo ao Pleasures, qualquer que seja o nome ou o registo que uses.

      Eliminar
  6. foi mesmo a minha uktima vinda aqui. não mais cá venho como isto ou aquilo. sou humilde suficiente para me resignar e desaparecer de onde incomodo assusto de onde sou mal vindo e julgado e de onde tenho dores de cotovelos. e já apaguei definitivamente o blog.

    sim perdi. somadao a perda de casa retirada pelo banco como muitas vezes no blog disse ter medo, mas aconteceu, era inevitável. assim como o miudo me foi retirado pela segurança social consequência da anterior.

    desejote sinceramente felicidades pessoas profissionais e sexuais.

    felicidades ás tuas duas maiores estrelas. que elas te possam sempre iluminar tambem e tu a elas.

    ex duckman.
    João isidro

    ResponderEliminar
  7. Entendo-te, o sentimento é mútuo. Por mais anos que passem estas datas vão ser sempre lembradas.
    Que mais te posso dizer? Mais nada porque para isto nenhuma palavra serve para o que se sente.

    Beijos Doces

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A vida ensina-nos a lidar com as coisas mais suigéneris Doce Anaiis.
      Eu gosto de recordar.

      Beijo *Estrela*do*

      Eliminar